Recados do poeta

05/01

Mas
não se engane.

Só se chega à calmaria
depois de muita tormenta,
e então a vida será
eterna
e efêmera.

E tudo serão
Cânticos.

Porque
enquanto existir em mim
alguma capacidade de amar,
continuarei vivendo;
se minha capacidade de amar
for infinita,
serei eterno.

Últimas antologias adicionadas

Antologia Autor Visualizar
hora de amar Tiziana Tonon
mãe e tradutora
Poemas que eu sempre leio e releio, adoro! Adriano Grangeon
Relações Públicas
Os poemas que você fez pra mim Fabiana Pinto
Prof. e Cronista
Vida... Amor... Vida... Carmen Queiroz
Cantora
Do quinto e do sexto livro Cássio Junqueira
Poeta

Agenda