fim de tarde

o lugar em que estou

gosto de andar pelo ibirapuera
sem o compromisso de emagrecer,
olhando o cair da tarde...
que não é mais belo que o cair das folhas...
as folhas pelo chão...
a luz branda... artificial...
as pessoas todas... tolas.
e eu, alheio a tudo isso,
abandonado a mim mesmo, sozinho,
entregue ao meu destino,
nas mãos de Deus.