Só a vida

Só a pessoa sabe o que tem por dentro

O medo de mim
me põe pequeno,
frágil, tão vulnerável,
do tamanho que cabe
no colo de Deus.

Necessidade
de me amar,
necessidade
de te amar,
necessidade
de amar,
amar,
amar.

E
se eu saísse por aí
amando só por amar,
sem me preocupar
com nada,
absolutamente nada?

Penso
que não suportaria,
teria
uma alegria,
uma liberdade,
um gosto de eternidade,

inda que fosse
só por um dia...

E
se eu te encontrasse
e a gente se amasse
e a gente nem pensasse
em nada,
absolutamente nada?

A gente se amaria,
se entregaria
um ao outro,
corpo e alma,
completamente,

inda que fosse
só por um dia...

porque
penso que eu morreria...

Mas não,
nós dois viveríamos
a vida como um instante
demente,
saudável,
como
a vida não poderia ser,
ou como
a vida deve ser,
ou como
a vida é
quando somos
só eu e você,
a vida só,
a vida só,
a vida,


a vida.