Recados do poeta

Olá, meus amigos.

Aqui, vou poder deixar alguns recados pra vocês, contar sobre o que tenho feito, visto, sentido, vivido...

Um grande abraço,

26 de março 2010

Meus amigos

Irineu de Palmira é um músico raro...

Nosso encontro se deu em um dia muito especial, era pra eu estar em Salvador pra festa da Oxum de Mãe Menininha do Gantois, mas estava aqui em São Paulo pra participar de sarau em comemoração ao Dia da Negritude no Museu da Língua Portuguesa... isso tudo em 2008...

Falei poemas escritos por mim, "Senhoras da Minha Vida" e "Oxum e Yemanjá"... e saí, sem falar com ninguém, correndo para a Biblioteca Alceu Amoroso Lima, onde haveria encontro com Adélia Prado, que eu tanto amo...

Antes disso, cheguei a ouvir a voz forte, bela, ao mesmo tempo triste, talvez por tão verdadeira, mas, acima de tudo, a voz comovente de Irineu, filho de Omolu (como Gal)... sua voz e música, que certamente nos levam a Deus...

Dias depois ele me procurou, dizendo que havia pego lá no Museu os papéis com os poemas que eu havia declamado... e pediu pra musicar... que quando me ouviu dizer os poemas... as músicas começaram a vir...

Desde então nasceram as canções: "Senhoras da Minha Vida", "Oxum e Yemanjá", "Canção pra Omolu", "Minha Gente", "Só a pessoa sabe o que tem por dentro", "Outono" e "Onde é que você está?"

Estou indo pra Itália agora... Carminha Queiroz vai comigo pra cantar algumas dessas canções nos eventos que faremos lá pra divulgar antologia de poemas meus organizada e traduzida por Amina Di Munno...

Conheçam o Irineu, visitem a página http://irineudepalmira.conexaovivo.com.br

Axé pra você, nego véio.

Abraço do teu irmão,

08 de março 2010

Hoje se comemora
o Dia Internacional da Mulher...

Eu acho bom ser homem
porque é tanto o amor que eu sinto por mulheres,
pelas Senhoras da Minha Vida,
que gosto de que seja assim...

Ave, Maria, Mãe de Deus e de mim!
Ave, Santa Rita, que me deu o nome e me cuida...

minhas mães Oxum, Yemanjá, Oyá!

todas as santas e ayabás.

Parabéns, minha mãe, minhas tias, minha irmã,
minhas amigas todas, mulheres da minha vida...
Saudades, minhas avós, meu amor mais ancestral!
Isabela, minha sobrinha, meu amor pelo futuro,
minha vida seria bem menos alegre sem ela...

Minha Mãe Carmen do Gantois, Ângela, Neli,
Leila, meu amor...

Adélia Prado, Clarice Lispector, Cecília Meireles,
Hilda Hilst, Amina Di Munno,

Gal, Bethânia, Elis,

Carminha, Mariana Avena, Elisa Gatti,

Patrizia Ercole...

Parabéns e obrigado a todas vocês,

que me fazem sempre tão feliz!